Sex and the City 2

2 06 2010

 

Estava na fila da pipoca, minhas duas filhas e eu, antes de  entrar no cinema e assistir Sex and the City 2 e na minha frente estavam três rapazes que olhavam em volta e quase que acusatoriamente falavam, “esses grupinhos de mulheres sozinhas, só podem estar vindo assistir Sex and the City” e o outro rapaz confiante por trás de seus 20 anos de sabedoria com as mulheres completava, “um bando de bobas, vindo assistir um filme que mostra quatro mulheres em crise viajando para o Oriente Médio”, e o terceiro de peito empinado finalizava, “primeiro fizeram um filme pra mostrar que uma delas ia casar, grande bobagem e agora fazem outro filme pra falar que este casamento está em crise…mais bobagem.”

Agora meninas, percebam quanta sabedoria encoberta pela ignorância da juventude existe nestas falas.

Mulheres sozinhas indo assistir Sex and the City, sim é um filme feminino, mas algumas mulheres estavam com seus companheiros, ou poderia dizer parceiros, cúmplices e pelo que pude observar muitos deles deram boas risadas, um casal sentado ao meu lado se divertiu durante todo o filme fazendo comentários do tipo, “Nossa, mulher é mesmo assim, como somos malucas” isso dito pela moça e os dois davam risada e pouco depois ele fala “gente, não é que homem faz isso mesmo, que bobagem, que coisa mais excessivamente masculina” e mais risadas dos dois. Quando acabou o filme, tenho certeza que aquele casal foi correndo pra casa… e não foi pra assistir televisão!!!!! Casal esperto e feliz!!

Mas a sabedoria dos três rapazes continua, percebam a complexidade da frase; “quatro mulheres em crise viajando para o Oriente Médio”, poderia fazer um post só sobre esta frase! Bom, vamos lá, destas quatro mulheres, uma (Charlotte Goldenblatt) está em crise com a maternidade, outra em crise no casamento (Carrie Preston) – , a mais , digamos, fogosa, está na menopausa (Samantha Jones), onde a palavra crise está implícita e a quarta (Miranda Hobbes) , que me parece neste filme a mais resolvida, está resolvendo a crise, saindo de um emprego e indo para outro onde sua voz é ouvida independente do gênero, assumindo que a maternidade é maravilhosa, mas, pelo menos para ela, não basta como realização pessoal e a crise dela é por esse equilíbrio em entre ser mãe, mulher, esposa, ser humano… Miranda, parabéns parece que você está no caminho certo. Cada coisa na sua hora, cada hora na sua coisa, uma coisa é uma coisa e a outra coisa é a outra coisa, isso sim, é filosofia… Ah! Pobres rapazes de 20 anos…e maravilhosos homens de 50… Ops! Isso é outra história!

Mas, continuando, estas mulheres estão no Oriente Médio, bom, mulheres e Oriente Médio, para quem lê jornal essa informação basta, né? Agora imaginem, Samantha Jones, no Oriente Médio é cadeia na certa ou será que ela é que está certa??

E a sabedoria dos rapazes segue em frente, “um filme sobre casamento e o outro sobre a crise no casamento”. Meninas, precisa explicar a importância dessas duas coisas? Casamento e casamento em crise? E aí a coisa fica ainda mais interessante, pois Carrie Bradshaw, a heroína de tantas mulheres, é a que está com a pior crise, pois, na verdade é a imaturidade dela, o medo de mergulhar no mundo adulto e assumir o passar do tempo que a faz entrar em crise, mais que com o casamento, a crise dela é com ela mesma.Mas, o estonteante Big vem a seu socorro, com sua maturidade, senso prático e aquele big charme!!!

Interessante perceber que a Carrie é quase tão imatura quanto esses três jovens rapazes da fila do cinema. Mas, o Oriente Médio, a diversidade das três amigas e o medo de perder o amor de sua vida, chacoalham de verdade essa mulher em busca de si mesma. E ela entra no filme buscando o passado e sai cheia de esperança no futuro. Ela ou eu? Whatever!   

Bom, só isso, só isso??? Que loucura, enfim, tudo isso já seria o bastante para se gostar do filme, mas ele tem mais, tem um cenário lindo e louco que é o Oriente Médio. Têm roupas e mais roupas, algumas lindas, algumas ridículas, tem moda e referências para todos os fashionistas do universo, tem estilo pessoal de uma forma tão explícita que nos enche de coragem de começar a usar aquelas coisas que desejamos muito e não usamos por medo de tantas bobagens….

ator Max Ryan

Max Ryan, simplismente maravilhoso!

E além de tudo isso, tem homens maravilhosos, homens de todas as idades, de todas as etnias e para todos os gostos. Eu particularmente me apaixonei pelo arquiteto dinamarquês, de cabelos grisalhos, corpo bronzeado, sorriso franco e aberto, adoro homem que sorri com está segurança… Bom, meninas, o filme é uma delícia e neste quesito com certeza é um filme feito para as mulheres.

E para terminar um pouco mais de “filosofia”. Lembram-se do “mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas…” do Chico Buarque ? Que mulheres de Atenas que nada! Mirem-se no exemplo de Samantha Jones, com seus hormônios e seus homens maravilhosos! Have Fun! Have Fun mulherada!!

Post: Cristina Morais

Anúncios




Entre amigas!

2 03 2010

 

  Chá de bebê do João!

 Foi num sábado à tarde, e acredite, não estava chovendo, coisa difícil atualmente, que a Lalita, uma amiga muitooo querida, filha de outra amiga queridíssima, fez o chá de bebê do João.

Bolo Chá de bebê

João! Seja Bem-Vindo!

Tudo estava lindo, ela estava radiante, maravilhosa, mostrando orgulhosa uma enorme barriga e aquele sorriso constante nos lábios e nos olhos. As mãos sempre acariciando a barriga, ou melhor, o filhote, a cria protegida, denunciava a ansiosa alegria de quem está para conhecer a carinha do ser mais amado.

enfeites para chá de bebê

detalhes charmosos que fazem a diferença

mesa decorada

Doces e cores suaves na mesa do João

Conheço bem essa sensação, passei por ela 3 vezes e todas foram magicamente únicas e inesquecíveis. Até hoje quando fico alguns dias sem ver um de meus filhos, quando o reencontro, abro aquele mesmo sorriso, acho que isso é coisa que só mãe entende.

O chá do João foi uma festa de amigas, festa da tribo feminina. A graçinha da Stela, filha amada de uma grande amiga, fazia caipirinhas e drinks.Minha linda filha, Marina, tirava fotos e se encantava com a beleza da Lalita.

E a #FláviaGatti, outra querida desta tribo, encantou a todos com suas lembrançinhas e enfeites de mesa. Ela que tem duas filhotas pequenas, lindas como ela, se uniu com outra companheira de tribo a #CamilaCaraffa e juntas montaram uma empresa que faz lembranças para diversas ocasiões, como; Chá de bebê; Chá de Panela; lingerie, nascimento; aniversário e casamento. A Mimo e Mais – ateliê de recordações.

Chá de bebê

Lembrançinha do João

detalhe de mesa decorada

A Lalita adora pinguins...então, eles estavam lá!

“Gostamos de conversar com nossos clientes para criarmos juntos lembranças que sejam bonitas e úteis”, comenta Flávia e acrescenta, “Cada festa é unica,  a Lalita, por exemplo,  como boa mãe coruja fez questão de fazer algumas das lembranças, mas todo o resto ficou por nossa conta.”

 O pedido mínimo da empresa #MimoeMais-atelie de recordações, é de 15 peças, mas em datas especiais como Natal, Dia do Professor ou Páscoa elas fazem algumas lembranças que não tem quantidade mínima.

As duas  sempre gostaram de atividades manuais, e resolveram unir as experiências e mostrar do que são capazes e elas estão fazendo sucesso com esses encantadores mimos. Para conhecer melhor o trabalho da dupla entre neste link do site elo 7: http://www.mimoemais.elo7.com.br/. Tenha certeza que vale o clique!

Post: Cristina Morais