Gaia, o começo de tudo…

9 06 2010

Hoje, conforme o prometido do post anterior sobre meio ambiente, vou começar a falar sobre os elementos. Começarei esta nossa viagem pelo planeta terra falando do início de tudo, ou seja, Gaia.

Existem algumas versões do significado e origem de Gaia irei apresentar para você duas das que eu achei mais interessante:

  1. A primeira que mostro à vocês é a do Desenho Animado. Gaia, o espírito da Terra segundo a mitologia grega, é a protetora do planeta. Foi ela quem levou os 5 Protetores para sua casa na Ilha da Esperança, único lugar que ela se consegue materializar na sua forma humana, para que pudessem ajudá-la em sua luta para salvar a Terra. Gaia usa um vestido lilás longo e esvoaçante com sandálias prateadas. Enquanto cada um dos Protetores representa uma cultura específica, Gaia é uma mistura de todas: sua pele morena, cabelos lisos pretos e olhos azuis evidenciam que ela é uma miscigenação das três grandes etnias (negra da África, branca da Europa e amarela da Ásia) que compõem a humanidade.
    Poder: interação telepática e empatia espiritual com as pessoas, principalmente as de coração puro.
    Representa: toda a espécie humana
  1. A segunda versão é mais conhecida como a Teoria de Gaia, a qual eu estudei na faculdade, também conhecida como Hipótese de Gaia, é uma tese que afirma que o planeta Terra é um ser vivo. De acordo com esta teoria, nosso planeta possui a capacidade de auto-sustentação, ou seja, é capaz de gerar, manter e alterar suas condições ambientais. A Teoria de Gaia foi criada pelo cientista e ambientalista inglês James Ephraim Lovelock, no ano de 1969. Contou com os estudos da bióloga norte-americana Lynn Margulis. O nome da teoria é uma homenagem a deusa Gaia, divindade que representava a Terra na mitologia grega. Quando foi lançada, esta teoria não conseguiu agradar a comunidade de cientistas tradicionais. Foi, primeiramente, aceita por ambientalistas e defensores da ecologia. Porém, atualmente, com o problema do aquecimento global, esta teoria está sendo revista e muitos cientistas tradicionais já aceitam algumas idéias da Teoria de Gaia.

Digo à vocês que a minha opinião de Gaia é que “ela” é a alma, a essência do Planeta, para mim, como no desenho, ela nos dá sinais dos impactos que estamos causando ao planeta e também nos mostra a solução, que muitas vezes parece ser a mais difícil, mas que na verdade é sempre muito simples, Gaia nos mostra que para o planeta sobreviver é necessário que todos tenham o mesmo objetivo de manter a qualidade do planeta, e não com o objetivo de agradar as vontades e desejos materiais do ser humano, que é o principal causador do desequilibrio da Terra.

Esse estágios que mostrei à vocês, mostra como o planeta funciona em um ciclo, o qual o homem só vem interferindo. Temos que entender que o Homem está somente de passagem no planeta, somos visitantes, e não os donos do mundo onde podemos fazer o que bem entendemos sem consequências.

Gente, quando é que vamos acordar e ver que a Terra já vem dando muitos sinais de que não está bem e que só depende de nós para curá-la???? Essa figuras dos estágios de Gaia que coloquei aqui acaba no estágio 5, que diz que o fim está próximo mas não quis inseri-lo aqui, pois acredito que ainda podemos mudar o futuro.

Próximo post será sobre o bem mais precioso e que não damos o valor merecido: a Água!!! Aguardem!!!

Post: Stela Ribeiro

Anúncios




Capitão Planeta!

22 05 2010

desenho capitão planeta  Estava eu lendo o post da Cris sobre filosofia, pensar na vida, o porque da coisas…e pensei comigo mesma, vou falar então um pouquinho de mim e o que eu estou fazendo aqui!!!O título da seção ambiental é Capitão Planeta, escolhido pelo meu amigo Lucas. Pensei, nada na vida é por acaso, esse era meu desenho favorito na infância!!!!

 Como alguns sabem, e para os que não sabem, eu desisti de uma faculdade, MODA, a qual todos diziam ser a minha cara, no entanto eu não estava bem naquela situação e meus pais, me apoiaram muito na decisão de voltar à Campinas. Mas eu não podia ficar parada então logo comecei um cursinho e fiquei pensando no que fazer da vida….

Nessa época conheci o amor da minha vida e como romântica assumida que sou declaro, o Eduardo é o grande amor da minha vida.

No cursinho eu estudava com uma grande amiga do colegial que iria prestar para Engenharia Ambiental na Pucc, achei o curso interessante, era novo, diferente (quem me conhece sabe que gosto do diferente) e próximo ao curso do meu grande amor! Unindo o útil ao agradável, decidi então que seria esse o curso.captain planet

Essa escolha para muitos pareceu meio infantil, meio boba, mas acredito que a escolha feita com o coração é a mais correta para ser feliz… 4 anos depois estava eu na minha primeira entrevista de estágio, tendo que responder o porque de ter escolhido essa área, claro que eu não disse a razão inicial, mas também não menti, disse que estava em dúvida, mas que eu sempre fui uma pessoa preocupada com o meio ambiente e que eu acreditava que poderia fazer a diferença. No mesmo dia tive a resposta afirmativa, nem acreditei fiquei muito feliz, afinal também estaria trabalhando na empresa que minha família deixou muita história.

Mas e aí? Depois disso tudo será que realmente estou no caminho certo? Hoje posso dizer que sim!!! E mais ainda me considero uma pessoa de sorte por saber ainda jovem, muitos aos 40 e 50 não sabem se fizeram a escolha certa.

 salve o planeta terra

Estou estagiando numa empresa muito importante no mercado e para minha família, aprendo muitas coisas todos os dias, estou tendo a oportunidade incrível de poder me expressar e transmitir o pouco que sei no blog Atelie de Novidades e estou sendo reconhecida por isso, o que é uma delícia. Amo o que eu faço, amo as pessoas que me cercam e amo a idéia do que quero fazer no futuro.

 Somente com amor no coração conseguimos enfrentar as dificuldade do dia a dia.

Voltando ao título Capitão Planeta, eu disse que nada é por acaso, hoje puxando as coisas na minha memória vejo que não poderia ter sido diferente, eu amava assistir a soluções que o personagens davam aos problemas ambientais. E hoje vejo como um programa infantil pôde influenciar tanto a minha vida, então decidi que nos próximos posts irei falar de cada elemento do desenho, e qual a importância de cada um deles na realidade em que vivemos. Gaia, Terra, Fogo, Vento, Água, Coração, alguns vilões e o próprio Capitão Planeta.

 E é com a famosa fala… “Pela união dos seus poderes, eu sou o Capitão Planeta”, que eu termino mais um post…. “Vaiiiiiiiii Planeta!!!!”

Post: Stela Ribeiro





Pratique a Gastronomia

13 05 2010

Do óleo à Monte Verde

Cozinheiros e cozinheiras de plantão, o Pratique a Gastronomia está de volta e vai trazer mais algumas dicas, principalmente para aproveitarmos o inverno que está chegando.

Para começo de conversa, acho interessante pegarmos o gancho do post sobre a utilização do óleo e aplicarmos à gastronomia. Afinal, como usar menos óleo na cozinha? Bom, segue então algumas dicas:

ž   Bateu aquela vontade de comer nuggets ou batata frita McCain. Não precisamos encher a panela de óleo e fazer aquela sujeira na cozinha. Uma ótima solução é usar o forno. Você terá nuggets e batatas saborosas, sequinhas, saudáveis e ainda estará fazendo um grande bem ao meio-ambiente.

ž   Outra dica legal é se você for preparar algo como um peixe delicado no forno ou mesmo na frigideira. Para não grudar no fundo da assadeira ou frigideira, costumamos usar azeite ou óleo, que tal substuí-los por cascas de legumes ou rodelas de cebola? Isso mesmo! Aproveite a casca de uma abobrinha, por exemplo, e forme uma “cama” para o filé de peixe, ou então faça o mesmo, mas com cebolas em rodelas. Acredite, o resultado é ótimo. Mas lembre-se, isso serve para preparações que não exijam alta temperatura.

ž   A última dica é para quando fizer alguma carne sautê (termo usado para tudo feito em uma sauteuse ou frigideira). Não despeje o óleo diretamente na sauteuse ou frigideira, besunte a carne com pouco óleo, dessa forma você economiza óleo e impede que o fundo queime e deixe gosto amargo na comida.

Aproveitem essas dicas e vejam o resultado, qualquer dúvida estamos a disposição para ajudar.

festival gastronomico de Monte Verde

Truta com pinhão e legumes

O inverno está chegando e ótimos programas para aproveitar o frio começam a surgir. Que tal um final de semana em Monte Verde? Até 30 de Maio estará acontecendo na cidade mineira um festival de gastronomia e o tema é o pinhão. Durante o festival, todos os restaurantes participantes oferecerão pratos preparados com pinhão. Para quem tiver a possibilidade de aproveitar um final de semana na montanha, vale a pena experimentar alguns pratos como, Salmão grelhado com molho provençal com rösti de pinhão e arroz branco ou Truta com pinhão e legumes.

 

Para mais informações:

http://www.monteverdegastronomia.com.br/

Semana que vem o Pratique a Gastromia volta com mais algumas dicas de como aproveitar o frio e preparar um jantar aconchegante em casa. Fiquem atentos aos próximos posts, O Atelie de Novidades também entrará no clima de Copa do Mundo e fará um post especial sobre a África do Sul, falando um pouco sobre a gastronomia local e os vinhos. Receitas também não faltarão. A todos um ótimo final de semana!

Post: Lucas Morais





Capitão Planeta!

8 05 2010

Óleo de cozinha

Sabe aquela batatinha frita crocante e cheirosa? Além de fazer mal à saúde, o óleo usado para fritá-la também faz um mal enorme, ao meio ambiente.

óleo de cozinha

O óleo de cozinha usado nas frituras é de origem vegetal, extraídos de diferentes plantas ou sementes como a soja, milho, canola, girassol, etc. A única diferença do óleo (de origem vegetal) para a gordura de origem animal, é seu estado físico. O óleo é líquido e a gordura sólida, ambos a uma temperatura de até 20ºC. A semelhança é que qualquer tipo de óleo ou gordura é insolúvel (não se mistura) em água.

Vamos agora as consequências do descarte equivocado do óleo.

O destino final do óleo, após a fritura, é o ralo da pia ou a lata de lixo comum. Isso tem que mudar URGENTE. Quando jogado na pia, o óleo polui diretamente os córregos, rios e o solo. O óleo também atrapalha a passagem de luz pela água, além de impedir a transferência do oxigênio para a água, retardando o crescimento vegetal e interferindo no fluxo de água, no final a vida nos sistemas é prejudicada. Quando lançado no solo, através dos esgotos, ele impermeabiliza o solo, impedindo que a água se infiltre, tornando as enchentes mais frequentes.

reciclagem de óleo legal

Dado alarmante: Um litro de óleo de cozinha pode poluir certa de 10.000 litros de água, mas algumas estimativas dizem que um litro de óleo pode poluir até um milhão de litros de água (esta quantidade de água é aproximadamente o que uma pessoa consome em 14 anos).

A poluição causada pelo óleo encarece o tratamento da água (até 45%), além de agravar o efeito estufa, já que o contato da água poluída pelo óleo com a água do mar gera uma reação química que libera gás metano, um componente muito mais agressivo que o gás carbônico (CO2). Se essas informações não foram o suficiente para convencê-lo do mal que se faz o descarte indevido do óleo, saiba que ele também provoca o entupimento da rede de esgotos e do encanamento de sua casa, o que pode lhe trazer prejuízos no bolso ($$$).

Então o que podemos fazer? Bom para começar, reserve o óleo usado em garrafas PET, (não use garrafas de vidro pois podem quebrar causando vazamento e até algum acidente), a garrafa PET também serve para termos uma idéia do nosso consumo real de óleo. Acredite você irá se assustar. E aqui entra mais uma solução, agora para as tão indesejadas gordurinhas, afinal você reduzirá a quantidade de óleo ingerido ao ver o quanto desse “veneno” estava ingerindo.

Se você já acumulou uma quantidade boa de óleo, o que fazer? Existem muitos pontos de coleta de óleo na cidade. O óleo coletado segue para reciclagem, onde irá ser transformado em sabão em pedra, detergentes, massa de vidro, o famoso biodiesel e até mesmo em fertilizantes. Gente dá até para fazer o sabão em casa, quem quiser eu passo a receita por e-mail.

A intenção deste blog é conscientizar. Acreditamos que a informação é ponto chave para darmos a devida importância à responsabilidade que temos com o planeta.

óleo de cozinha

Serviço:

Para pontos de coleta de óleo:

Em Campinas:

REMODELA – Cooperativa de Processamento de Materiais Recicláveis
Av. Ana Beatriz Bierrenbach, 901   –   V. Mimosa  –  CEP:13050-060  –  Campinas SP
Tel: (19) 3273-8202 / 3272-4405 – DLU: c/ Tânia ou (19) 3387-7272  /  3387-1434
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo – CATI
Avenida Brasil, 2340 – Jardim Chapadão
(19) 3743-3906
Falar com Carlos Augusto – Núcleo de Infraestrutura das 8:00 as 17:00hs
http://www.cati.sp.gov.br/

Em São Paulo:
http://www.grupopaodeacucar.com.br/meioambiente/

E no Rio:
www.disqueoleo.com.br

Disque-Prove, no telefone 021 2598-9240

Sites:

http://www.econsciencia.org.br/index.php

Post: Stela Ribeiro





Recicle suas idéias…

2 05 2010

Hoje inauguramos a seção ambiental do Blog, sim mulheres antenadas também são ambientalmente corretas. Iremos trazer muita informação e dicas para nós que estamos preocupadas com o futuro do planeta. Pode parecer que “virou moda” ser GREEN FRIENDLY (amigos do verde, ou algo parecido), aquecimento global pra cá, ecobag pra lá e por aí vai….Na verdade os termos novos e a atenção da mídia realmente se tornaram maiores atualmente, mas a realidade não é essa. A preocupação com o Meio Ambiente “oficialmente” começou em 16 de junho de 1972 em Estocolmo (Suécia) com a Primeira Conferência Mundial sobre o Homem e o Meio Ambiente, essa foi a primeira atitude mundial para tentar organizar as ações do Homem no planeta. Bom, tem muita história por aí, então não vou me aprofundar muito nesse quesito agora, mas nos outros posts vou sempre falar um pouquinho de história.

produtos orgânicos

Adote ás shoppings bags!

Antes de começar com qualquer dica quero acabar com aquela famosa desculpa: “Isso é trabalho de formiguinha, se só eu fizer a minha parte não vai adiantar em nada, a culpa é do governo, e etc etc…” . Nesse Blog , na verdade no mundo, não há espaço para uma mentalidade dessa. O Meio Ambiente é um bem comum, e para preservá-lo ações devem ser tomadas individualmente. Esse foi meu momento desabafo… !!! Pronto falei!

A pedido da Cris nesse primeiro post vou falar do lixo doméstico.

Bom pra começar a ser “green” você só precisa de dois tipos de lixo em casa, o de Resíduos Orgânicos e o de Resíduos Recicláveis, não há necessidade de fazer qualquer outra forma de separação. Você pode perfeitamente jogar papel, plástico, metal e vidro tudo no mesmo recipiente, lembrando que o vidro é sempre bom embrulhar em um jornal para evitar acidentes com os nossos lixeiros e com os separadores de lixo. Até aí fácil, né gente?

Uma dúvida bastante frequente é qual tipo de papel ou plástico é mesmo reciclável. Então lá vai….

PAPEL: praticamente todos, papel sulfite, cartolinas, livros e revistas, qualquer embalagem inclusive a caixa de pizza, jornais, copinhos, pratinhos e etc.

Papeis adevisos, etiquetas, e o papel no qual os adesivos vem colados não são recicláveis, pois contem silicone e cola o que impossibilita a reciclagem.

PLÁSTICO: qualquer tipo, inclusive as embalagens de produtos de limpeza e de higiene. Se você é daquelas que sempre faz uma festinha em casa, os copinhos, pratinhos e talheres de plástico,  também são recicláveis.

METAIS e VIDROS: esses acho que não há muitas dúvidas, pois não há diversos tipos, e todos são recicláveis.

ISOPOR: boa notícia,  ele é 100% reciclável

O único cuidade que devemos ter é que todas as embalagens e materiais devem estar limpos e secos. Sendo assim, os que estiverem sujos com comida e produtos devem ser limpos,mas apenas tirar o excesso é suficiente – não há necessidade de esfregar – e depois é só esperar secar (é rapidinho, vivemos num país tropical mulherada!!) . É muito importante que isso seja feito, pois ajuda a melhorar o ambiente de trabalho das pessoas que separam os resíduos, facilita no processo de reciclagem, e previne a produção de mau cheiro, fungos e etc.

Reciclagem

Recicle seu lixo e faça do planeta um lugar melhor para todos...

Sei que pode parecer um pouco difícil e trabalhoso se preocupar com essas questões. Então, vai uma dica: pense que separar o lixo é como ir á academia, no começo é chato e dá muito trabalho, mas com o tempo isso se torna um hábito e no fim não conseguimos mais ficar sem. Façamos um acordo, façam a separação por 3 meses e verão como é fácil, pois esse é o tempo necessário para nosso corpo e mente se acostumarem com um novo hábito. Fico esperando os resultados hein!?

Esperamos todas no próximo post com mais informações e dicas. E por favor, mandem suas dúvidas que iremos respondê-las ok?

Para informações se há coleta seletiva no seu bairro entre em contato com:

Reciclamp
Telefone: (19) 3234-2336

Rua Barão de Jaguara, 295 – Centro- Campinas

Sites:

www.greenfriendly.com

http://www.compam.com.br/

Post: Stela Ribeiro