Calça jeans favorita X investimento em ações

25 03 2010

 

        Sabe aquela calça jeans maravilhosa que você tem que fica boa tanto com salto como com sapatilha, vai bem em diversas ocasiões, e veste maravilhosamente bem em você – quando você esta magra!? Mas é só você engordar um pouco que ela já não fica mais tão bem assim e ressalta aquela gordurinha que tanto te incomoda? Ai, você começa (pela milésima vez) uma dieta para voltar a servir em seu jeans favorito….

Olivia Palermo

Acredite...até a maravilhosa #oliviapalermo deve ter seus dias ruins. Você não está sozinha!

          Assim são também seus investimentos em ações, quanto eles vão bem, vão muito bem e te proporcionam um rendimento impressionante que, provavelmente, você não irá encontrar em nenhum outro investimento (em 2009, por exemplo, a Bovespa teve um surpreendente rendimento de pouco mais de 80%), te deixando animada e achando que é assim que você irá ficar rica. Mas assim como você tem semanas corridas que não sobra tempo para a academia, TPM que te faz comer mais chocolate, e aqueles quilinhos a mais voltam a aparecer e aquela calça deixa de vestir tão bem, a bolsa também tem seus momentos ruins (causados por crises mundiais, incertezas no mercado, mudanças na taxa de juros) e quando isso acontece aquela euforia é substituída por desespero e você passa a achar que todo seu dinheiro suado será perdido, e que você deve vender tudo e – como dizem os financistas – realizar o prejuízo.

           Mas calma….o importante é não se desesperar e desistir. Do mesmo jeito que você não irá se livrar daquela calça, pois sabe que ela irá, e precisa voltar a servir, no longo prazo as ações irão subir e te proporcionar bons rendimentos (o histórico dos índices indica isso).

          Mas, é claro que se essa calça for de quando você tinha 15 anos ou a bolsa estiver caindo devido a uma severa crise mundial – como a de 2008 – não há motivo para você se agarrar a nenhuma das duas, e nem deve!

          No entanto, se a calça for atual e a bolsa estiver sofrendo apenas um ajuste natural fique com as duas em seu portfólio, pois ambas ainda te proporcionaram muitas alegrias.

Informações relevantes:

O que é uma ação? Segundo a definição clássica, uma ação representa a menor parcela do capital social de uma empresa. Na prática, significa uma parte da empresa.

          Uma empresa que negocia suas ações na bolsa é chamada de empresa aberta. Como são negociados diariamente, esses papeis – as ações – têm variações de preço. Quando há uma enorme procura por ações, a tendência é de alta no preço, já quando ocorre o movimento inverso, ou seja, muitos investidores querem vender suas ações, o preço cai, de acordo com a lei da oferta e da procura. (informações do ótimo livro: Meninas normais vão ao shopping Meninas iradas vão á bolsa)

capa do livro meninas iradas vão a bolsa

ótima dica de leitura, linguagem descomplicada...

Como comprar/vender ações? Todas as transações de ações devem ser feitas através de uma corretora cadastrada na CVM (órgão público responsável por regularizar o mercado financeiro), depois de cadastrada você pode efetuar suas transações você mesma pela internet, através do Home Broker, ou em contato com um operador da corretora.

          Todos os bancos têm uma corretora, e você pode usar seu cadastro e o site de seu banco pata efetuar suas transações, no entanto é importante ficar atenta com as taxas cobradas por essas corretoras que costumam ser altas, e assim podem consumir boa parte de seus lucros. Uma boa opção, no quesito baixas taxas de corretagem, é a corretora BanifInvest, mas vale a pena entrar no site e comparar suas taxas com a de outras corretoras, antes de decidir qual irá usar.

Post: Ju Morais

Anúncios