Gaia, o começo de tudo…

9 06 2010

Hoje, conforme o prometido do post anterior sobre meio ambiente, vou começar a falar sobre os elementos. Começarei esta nossa viagem pelo planeta terra falando do início de tudo, ou seja, Gaia.

Existem algumas versões do significado e origem de Gaia irei apresentar para você duas das que eu achei mais interessante:

  1. A primeira que mostro à vocês é a do Desenho Animado. Gaia, o espírito da Terra segundo a mitologia grega, é a protetora do planeta. Foi ela quem levou os 5 Protetores para sua casa na Ilha da Esperança, único lugar que ela se consegue materializar na sua forma humana, para que pudessem ajudá-la em sua luta para salvar a Terra. Gaia usa um vestido lilás longo e esvoaçante com sandálias prateadas. Enquanto cada um dos Protetores representa uma cultura específica, Gaia é uma mistura de todas: sua pele morena, cabelos lisos pretos e olhos azuis evidenciam que ela é uma miscigenação das três grandes etnias (negra da África, branca da Europa e amarela da Ásia) que compõem a humanidade.
    Poder: interação telepática e empatia espiritual com as pessoas, principalmente as de coração puro.
    Representa: toda a espécie humana
  1. A segunda versão é mais conhecida como a Teoria de Gaia, a qual eu estudei na faculdade, também conhecida como Hipótese de Gaia, é uma tese que afirma que o planeta Terra é um ser vivo. De acordo com esta teoria, nosso planeta possui a capacidade de auto-sustentação, ou seja, é capaz de gerar, manter e alterar suas condições ambientais. A Teoria de Gaia foi criada pelo cientista e ambientalista inglês James Ephraim Lovelock, no ano de 1969. Contou com os estudos da bióloga norte-americana Lynn Margulis. O nome da teoria é uma homenagem a deusa Gaia, divindade que representava a Terra na mitologia grega. Quando foi lançada, esta teoria não conseguiu agradar a comunidade de cientistas tradicionais. Foi, primeiramente, aceita por ambientalistas e defensores da ecologia. Porém, atualmente, com o problema do aquecimento global, esta teoria está sendo revista e muitos cientistas tradicionais já aceitam algumas idéias da Teoria de Gaia.

Digo à vocês que a minha opinião de Gaia é que “ela” é a alma, a essência do Planeta, para mim, como no desenho, ela nos dá sinais dos impactos que estamos causando ao planeta e também nos mostra a solução, que muitas vezes parece ser a mais difícil, mas que na verdade é sempre muito simples, Gaia nos mostra que para o planeta sobreviver é necessário que todos tenham o mesmo objetivo de manter a qualidade do planeta, e não com o objetivo de agradar as vontades e desejos materiais do ser humano, que é o principal causador do desequilibrio da Terra.

Esse estágios que mostrei à vocês, mostra como o planeta funciona em um ciclo, o qual o homem só vem interferindo. Temos que entender que o Homem está somente de passagem no planeta, somos visitantes, e não os donos do mundo onde podemos fazer o que bem entendemos sem consequências.

Gente, quando é que vamos acordar e ver que a Terra já vem dando muitos sinais de que não está bem e que só depende de nós para curá-la???? Essa figuras dos estágios de Gaia que coloquei aqui acaba no estágio 5, que diz que o fim está próximo mas não quis inseri-lo aqui, pois acredito que ainda podemos mudar o futuro.

Próximo post será sobre o bem mais precioso e que não damos o valor merecido: a Água!!! Aguardem!!!

Post: Stela Ribeiro

Anúncios




Mais Dicas da Semana…por que a vida nunca para.

20 05 2010

Mais uma dica da semana!

Acabei de receber este material e achei que deveria publicar imediatamente! Talvez tenha a ver comigo mesma, ando numa fase meio filosófica, sentindo falta de pensar, discutir, analisar nossos movimentos nesta “vida loca”. Tenho medo de deixar a vida passar sem perceber os acontecimentos, sem aprender, sem aprimorar meu espírito! Confesso que me esforço bastante para ser um ser humano melhor, mas algumas vezes é tão difícil! Acho que se hoje eu conhecesse um filófoso me apaixonaria por ele! Que loucura!

Bom, segue abaixo uma ótima oportunidade para pensar, ouvir, falar…sobre qualidade de vida, tem algo mais importante?

Então vamos reservar uma noite para discutir esse assunto.

Discutir qualidade de vida, uma proposta aparentemente inusitada, mas que pode ser uma boa opção para os campineiros amanhã à noite. Os debates serão conduzidos pela professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Maria Alves de Toledo Bruns, na Prosapiens – Sabor do Saber. Criada há  aproximadamente um ano em Campinas, a escola busca promover discussões sobre Filosofia, Psicologia e História para além dos muros das universidades.

Amanhã, sob o tema “Qualidade de Vida: realidade ou Utopia”, Maria Alves, que é doutora em Psicologia Educacional pela Unicamp, discutirá longevidade e sexualidade, entre outros assuntos. A professora desenvolve pesquisas sobre envelhecimento humano e afirma que a primeira ideia a ser discutida no curso é a associação entre beleza e corpo saudável. “Ter qualidade de vida não é viver aprisionado a um modelo de beleza e de corpo, é preciso extrapolar a estética e considerar o projeto de vida da pessoa, sua visão da espiritualidade e aspectos psicológicos”, explica. Segundo a professora, o debate situa o tema em questões contemporâneas.

SERVIÇO:

Curso Qualidade de Vida: Realidade ou Utopia?
Professora: Doutora Maria Alves, da Universidade de São Paulo (USP)
Quando: 20 de maio – quinta-feira
Horário: das 19h30 às 21h30

Onde: Auditório da Cultura Inglesa – Cambuí
Inscrições: R$ 100,00
Informações: http://www.prosapiens.net.br/ / contato@prosapiens.net.br / 3388.8342

Post: Cristina Morais





Abre a boca e fecha os olhos!

26 02 2010

Tudo começou em #Paris, foi na cidade das luzes, que as psicólogas #ElisFeldman e #MariaLyra, experimentaram pela primeira vez a sensação de comer no escuro. “Ao comer sem usar a visão, o alimento toma uma dimensão diferente. Descobrimos sua textura, o aroma e pequenos detalhes que acabamos não percebendo normalmente”, conta Elis  

Jantar no escuro

Jantar vendado, um mergulho no universo sensorial

E foi para trazer esta experiência ao Brasil, que elas criaram o Ateliê No Escuro Gastronomia, que promove jantares onde a degustação é feita com os participantes vendados. É uma verdadeira viagem pelo mundo dos sentidos. Por um breve momento você se despoja do sentido da visão e mergulha no rico universo da sensoriedade.  

 Bom, se você ficou com vontade de passar por esta incrível experiência, se prepare, pois neste sábado dia 27, tem jantar no escuro no #CaféBlèsD’or. Imagine a sensação de jantar de olhos vendados em um restaurante muito especial, com um toque francês. Arrepiante, né?!  

 Experiência ideal para quem está querendo dar um toque de novo ou um ar de emoção na vida cotidiana.  

atelie No escuro gastronomia

Uma viagem pelo mundo dos sentidos

Quando: 27 de fevereiro às 20h00  

Onde:  Café Blès D’or _ Rua Tuim, 653 – Moema – SP  

  Reservas:(11) 96907259 ou 83395099

atelie@noescurogastronomia.com.br

Post: Cristina Morais





Ah!Como é doce a mansuetude…

18 02 2010

Criei este espaço para compartilhar experiências e trocar Bons Conselhos…não, eu não acredito neste papo egoísta que se conselho fosse bom ninguém dava de graça.
O Bom Conselho é um presente, e presente a gente ganha e não compra.
Aprendi isso após passar por uma situação traumática e descobrir que um bom conselheiro pode salvar uma vida, acabar com uma guerra ou ainda fazer você dormir e esperar o sol nascer…

Hoje, umas das minhas prioridades na vida é conseguir a graça de ser aquela do Bom Conselho!!!

O conselho de hoje começa com uma história…

Alguns anos atrás perdi uma das coisas mais importantes da minha vida, foi um horror, uma sensação de morte, passei meses chorando,o mundo todo conheceu minha dor, ouvi todo tipo de conselho que se possa imaginar, mas, a dor não passava.
Pedia e pedia a Deus que aquela dor passasse, e a dor estava lá todos os dias… Junto com o sol, e com a lua, e a chuva, e a tarde….
Busquei ajuda em muitos lugares, com muitas pessoas e mais conselhos…
Alguns conselhos me deixavam temporareamente mais tranquila, outros me irritavam muito, outros me faziam rir e outros ainda iniciavam mais uma crise de choro.
Como só encontrava paz na Casa de Jesus – casa espirita que eu frequento, começei a ir lá todos os dias, como se fosse meu grupo de AA, afinal precisava me livrar daquela dor, que já era quase um vício.
Foi aí que tudo começou a mudar…todos os dias de uma forma ou de outra eu ouvia alguém falando de amor, do amor que transborda, do amor que constrói e foi neste processo que descobri a palavra MANSUETUDE.
Mansuetude vem de manso, mansidão, brandura, afabilidade, meiguice. Demorei um pouco pra entender a força e a abrangência da palavra, ou melhor dessa ação.
AH! se eu tivesse sido mais mansa, mais branda…Se eu tivesse descoberto a mansuetude anos atrás, se alguém me tivesse dado este Bom Conselho quando ainda era jovem…talvez eu tivesse chorado menos…e abraçado mais, e me calado mais, e esperado mais a mansidão do tempo que acalma nossa alma e acorda nosso anjo interior.
Mas, olho no futuro!!!
O Bom Conselho da semama é: Descubra a doçura da MANSUETUDE.

Este post é uma homenagem a minha filha Julieta que com sua mansuetude e carinho vem me ajudando a cada dia a nunca perder a esperança! Obrigada, Ju!

Post: Cristina Morais





Projeto Tamar

5 01 2010

O projeto Tamar faz 30 anos!

30 anos lutando pelas tartarugas marinhas.

30 anos mostrando que é possível lutar pela sobrevivência e pela vida.

30 anos construindo conciências e mostrando caminhos contra a extinção.

30 anos nos ensinando a ser éticos e continuar acreditando e nunca abandonar a luta que se acredita justa.

30 anos comprometidos com as comunidades em seu entorno.

30 an0s buscando melhorar a qualidade de vida do planeta.

Para saber mais sobre o Projeto Tamar  acesse este link 

Parabéns a todos do Projeto Tamar!! O mundo precisa de mais pessoas como vocês!

Cristina Morais





PAPO CABEÇA

14 11 2009

“A natureza nos dá o rosto dos vinte anos. A vida modela o dos trinta. Mas, temos que merecer o rosto dos cinquenta.”

ChanelCoco,_Chanel_Pag.23[1]